quarta-feira, dezembro 09, 2015

Fazer anos!


Eu gosto de fazer anos. Sempre gostei. Os primeiros de que me lembro datam de 1938. E também gosto de assistir aos aniversários dos outros. A maioria das minhas amigas esconde a idade e irrita-se por eu dar a conhecer a minha.
Ontem fiz anos e tudo deu errado, quando tudo estava preparado para dar certo. Hoje já me rio de tanta peripécia insólita que me aconteceu. Ou melhor, ontem, antes de rezar, deu-me um ataque de riso enorme pelos acontecimentos bizarros que ocorreram. Que pareciam tecidas por uma bruxa. 
Ora como eu não acredito nestas coisas, fico-me por aquela explicação popular que diz que "há dias assim". Para o ano, está prometido, renasço das cinzas com 68 anitos e vou tomar todas as medidas para que os desastres deste ontem não se repitam.
Já decidi que irei no dia 6 para um hotel muito bom. E a prenda que darei a mim mesma é ficar lá até ao dia 9, data em que retornarei a casa, qual gata borralheira antes de soar a meia noite. 
Mas nesses três dias terei piscina aquecida, massagens, room service e outras mordomias próprias de uma princesa, que é o que na altura serei.
Esperem por mim só um ano e verão o luxo encantatório de que me vou, finalmente, rodear!

HSC

15 comentários:

Isabel Mouzinho disse...

Ahah! Nem mais, é isso mesmo. eu também sou das que adora fazer anos e de festejá-los, não à grande e à francesa, que não me chega o dinheiro para tanto, mas antes à cigano, prolongando os festejos por vários dias, com vários grupos de amigos. :)

Beijinho

Helena Sacadura Cabral disse...

Ó amiga espero que o sr Abreu não lhe tenha dado cabo do telemóvel, apesar de ser um técnico competente na matéria.
Quando eu vos contar os desastres da Helena no dia 8 eu sei que apesar da pena se vão rir que nem umas malucas. Até eu já me ri hoje várias vezes...
Faça boa viagem, namore, dance, e lembre-se das amigas. Sobretudo de mim que vou andar por terras gélidas... Mas ao menos, vou dar lustro ao belo vison que daqui a pouco está mais velho do que eu!
Bjo

Anónimo disse...

Vê o que dá brincar com as energias da inveja? No seu post anterior bem diz que a dita mata,por isso,cuide-se! E lá diz também que as bruxas las hai, hai!
Mas a sua luz foi mais forte e agora elas roem-se de inveja...
Importante é que está feliz e radiosa e não espere um ano para ter as mordomias que deseja.Faça já amanhã pois merece isso é muito mais.E daqui a um ano vá outra vez,mime-se.
Parabéns e está lindíssima.
Luz

Anónimo disse...

Hand in hand.

A

Paula Ferrinho disse...


Retive a frase:..." deu-me um ataque de riso enorme...". Sempre ouvi dizer que rirmos de nós próprios é um grande sinal de inteligência. Está explicado, Helena... por isso é uma mulher tão interessante e bonita!
Já agora, um grande beijinho de parabéns, embora atrasados e continue assim... LUMINOSA!

Anónimo disse...

Adoro a sua maneira de encarar a vida!
Parabéns uma vez mais e agradeço tudo o que partilha connosco!
Um beijinho
FL

P.S.- A prenda que se propõe dar a si mesma, é mais do que merecida!

Anónimo disse...

Time can't stop

http://youtu.be/nMIOuPxhCVI

Ghost

Tété disse...

Renovo os meus parabéns já deixados no seu outro blog.
Está liiiiinda como sempre!
Abração

Anónimo disse...

Bom passeio e que o belo Vison não se constipe,já eu levo o meu belo Coelho já rapadinho com falhas de pêlo.Mas é um Coelho que parece um Vison...ah ah ah
Se o Pan lê isto somos presas.Divirta-se que vou fazer o mesmo.

Nota.o meu Coelho é do chinês,logo,é falso.Não se assustem!
Mafalda

Anónimo disse...


Bom dia Helena
Rir de nós próprios é uma aprendizagem , existem desastres que no momento não achamos graça, mas depois de eles passarem achamos caricato.
Nos anos da Rita fomos para um solar em Vila Viçosa, até hoje pergunta quando vamos outra vez, das suas festas nem fala.Não espere para fazer 82, vá para um spa e faça tudo o que lhe apetecer. Os Spas renovam o corpo e mente, sabem tão bem as massagens! Mimar-nos é bom.

Carla

Nadiá disse...

Também gosto muito de fazer anos e, do dia dos meus anos...no próximo ano faço 60...já tenho reserva para hotel de "luxinho", na serra...banhar o corpo e a alma. Como nunca é tarde para um miminho, aqui fica um beijinho de Parabéns. nadiá

Anónimo disse...

Quem me dera ser Vison.A sorte danada desse bicho mesmo depois de morto!!!Ele há bichos cheios de sorte.
Ups!
Pedro

Helena Sacadura Cabral disse...

Não vá ainda apanhar multa, esclareço já que o bichano era da minha avó que o passou à minha Mãe. Esta que era linda e gostava de o ser, transformou-o num moderno e desportivo casaco para usar com jeans ou roupa prática. O que, à época, foi considerado uma ousadia de quem não sabia o que aquilo custava. Das suas mãos havia de vir para as minhas. E, sempre que o visto, sinto o perfume daquela que me deu a vida.
Em França usava-o diariamente. Aqui pouco uso lhe dou. Mas creio que o bichinho gosta da família que o adoptou e fica feliz quando sai à rua!

Isabel Figueira disse...

Também sempre gostei de fazer anos, mas não gosto de ficar mais velha rsrsrsrsrs. Eu digo a toda a gente que faço anos, já em pequena era assim. A minha mãe ficava envergonhada pelo que as pessoas podiam pensar. Mas nunca passou de "Parabéns menina" :(

Isabel Figueira disse...

Desejo-lhe muitas felicidades e "long and happy life" :)